Cones Chineses

CONES CHINESES

Método Natural de Desobstrução de ouvido, nariz e garganta

Origem:
Algumas fontes relatam que os cones de ouvido tiveram sua origem na China. O que se sabe, é que esta técnica é praticada há muitos séculos. Foi utilizada também pelos gregos e egípcios como um remédio popular para melhorar a clareza mental. Foi praticada dentro de culturas diversas como a dos Monges do Tibet e dos Maias. Hoje, os Cones de Ouvido são usados em todo o mundo.

Indicações:

  • Perda de audição causada por bloqueio de secreções, como em casos de: rinites, sinusites e otites.
  • Zumbido nos ouvidos causado por presença de fluidos.
  • Problemas naso-faríngeos que causam catarro.
  • Circulação linfática lenta: a aplicação dos cones estimula a circulação periférica.
  • Excesso de cerúmen: eliminado pelo calor e o efeito de sucção deste procedimento.
  • Febre: calor benéfico.
  • Higiene dos ouvidos: o dedo e a unha podem ferir o ouvido externo. Os cones dão um
  • tratamento higiênico efetivo sem riscos de dano.
  • Irritação dos Ouvidos e dos Sinus: efeito calmante e desinfetante.
  • Náuseas: pode contribuir reduzindo a pressão de fluidos responsável pelo equilíbrio.
  • Otalgias devido a otites: favorece a drenagem das secreções
  • Otalgias sem otites: o calor pode ter um efeito calmante da dor, porém, há que se determinar as causas.
  • Pressão auricular (enxaquecas): ajuda equilibrando os fluidos que provocam a dor.
  • Sinusite crônica: Alivia os sinus que se conectam com o Trompa de Eustáquio.
  • Deficiência do nervo auditivo: é importante observar um bloqueio ou choque emocional onde o relaxamento pode ajudar no tratamento.
  • A Síndrome de Meniére: contribui no balanceamento dos fluidos no labirinto.
  • Tensão nervosa: relaxamento efetivo a nível cerebral. Ajuda acalmando as mensagens transmitidas do sistema sensorial.
  • Problemas de circulação (nos ouvidos): ativa
  • Vertigens: relacionadas a problemas no ouvido interno.
  • Zona auricular: zona é uma doença viral (herpes) que se localiza no trajeto de um nervo sensível.

Contra-indicações:

  • Cirurgias recentes
  • Cisto no ouvido
  • Mastoidite em sua fase aguda
  • Corrimentos
  • Osteosclerose
  • Perda de audição congênita
  • Tumor no ouvido
  • Lavagem no ouvido antes de três meses








TOP