Laserterapia ILIB. A técnica que é a nova sensação em clínicas de estética

VIDEO LASERTERAPIA ILIB MODIFICADO 


ILIB – Intravascular Laser Irradiation of Blood

No início do século XX Mouse Gomberg sintetizou os primeiros Radicais Livres (são quaisquer compostos com elétrons não-emparelhados desejosos de se combinar com algo, pois possuem carga elétrica. Os principais geradores de radicais livres no corpo humano são a poluição e as toxinas),

Slater em 1966 deu uma grande contribuição, quando demonstrou, ser a hepatotoxicidade do tetracloreto de Carbono, conseqüente a reações bioquímicas, com a participação dos radicais livres.

Em 1968, Linus Pauling denominou de Medicina Ortomolecular, a medicina que trata ou previne as patologias, com substâncias que estão presentes no próprio organismo.

Tratamento ILIB - Laserterapia

Os radicais livres(RL) em geral, têm um período de vida muito curto, sendo produzidos continuamente no organismo a partir de reações bioquímicas, sendo a sua gênese a partir do oxigênio e seus derivados, e também de diversos metais.

Para combater o efeito lesivo dos RL, o organismo lança mão de um sistema de defesa que utiliza: Enzimas, Proteínas e Compostos varredores , mas, dependendo do caso esse sistema poderá ser insuficiente, necessitando de uma terapia medicamentosa auxiliar, para promover a manutenção da Homeostase do organismo, podendo ser essa terapia: A cada dia os resultados obtidos pela terapia ortomolecular com agentes antioxidantes e quelantes são mais eficazes e satisfatórios.

Com base em trabalhos realizados por Mester os russos a partir de 1970 desenvolveram a laserterapia intravenosa com laser, mostrando a sua eficácia no tratamento de várias patologias crônicas e agudas .

Com a observação da evolução clínica dos pacientes, pesquisas sobre o mecanismo de ação do ILIB, foram intensificadas, evidenciando o efeito antioxidante da laserterapia intravenosa LASER, por aumento da produção da enzima SOD CuZn(superóxido dismutase) fundamental à quebra do mecanismo de formação dos RL gerados a partir do oxigênio, pois a produção do radical superóxido, o primeiro a ser formado a partir do oxigênio, e que servirá de substrato para o desencadeamento da formação de RL mais lesivos, como o radical Hidroxila (OH).

Por isso com base no mecanismo de ação descrito, o Laser, mostra-se uma excelente opção terapêutica nas patologias causadas pela ação dos RL, seja como terapia de base ou adjuvante na terapia biomolecular convencional.

O processo de aplicação da laserterapia ILIB é intravenosa, por ser invasiva, limita aos profissionais médicos esse tipo de procedimento. Contudo, os aparelhos LASER por serem os mais potentes do seguimento, possibilita a aplicação tópica e não invasiva, pois, atinge profundidade suficiente para irradiar as artérias, outro fator preponderante é que os referidos aparelhos com aplicação do laser contínuo até 45 minutos já programada no aparelho, de maneira que toda corrente sangüínea recebe essa energia fotônica e seus efeitos benéficos.

ILIB NAS PATOLOGIAS CRÔNICAS

• Doenças do sistema respiratório (Asma, alterações desencadeadas pelo fumo).

• Diabetes e sua complicações

• Doenças inflamatórias

• Doenças Cardiovasculares (infarto e angina)

• Doenças do sistema vascular periférico e cicatrização em geral.

O laser tem efeito antiplaquetário, analgésico, anti-inflamatório e vasodilatador. "O ILIB melhora a oxigenação e estimula a produção prostaglandina, que diminui a dor, e a serotonina, que geradora de bem estar. O laser ainda auxilia no combate dos sintomas de TPM, estresse, enxaqueca e dores lombares.

Para fins estéticos, o ILIB traz benefícios como rejuvenescimento, pois combate todos os radicais livres do nosso organismo. "É conhecido como soro da juventude a laser e é extremamente relaxante pois uma onda de energia percorre os meridianos do seu corpo.

O tratamento com o laser é indolor e a sessão dura cerca de 30 minutos 


Protocolo de tratamento:

10 sessões: 10 aplicações de 30 minutos durante 10 dias sequenciados; ou

15 sessões:  5 aplicações de 60 minutos a cada 2 dias

intervalo de 20 dias:   Repete-se o protocolo (5 aplicações seguidas de intervalos), por 2 vezes


Manutenção do Tratamento: 1 série de 10 aplicações a cada 4 meses 


Vantagens da Técnica

Indolor

Não invasivo

Sem efeito colateral


Contra Indicações

Portador de Marca Passo

Histórico pessoal de câncer de pele no local da aplicação

Glaucoma

Gravidez

Fotossensilidade


Técnica ILIB modificada

A técnica de aplicação intravascular de laser terapêutico modificada conhecida como (ILIB modificado)consiste na aplicação contínua e direta de laser terapêutico vermelho, na região da arteria radial. Com afinalidade de combater os radicais livres de oxigênio, responsáveis pelo envelhecimento precoce das céluase consequentemente dos tecidos.

A técnica ILIB modificada proporciona ainda melhora nos tratamentos de doenças degenerativas, alterações cardiovasculares, disfunções cerebrais e diabete


Combate aos Radicais Livres com Laserterapia

Combate aos RADICAIS LIVRES com LASERTERAPIA

"Os danos causados pelos radicais livres tornam-se os principais fatores que contribuem para o envelhecimento e doenças degenerativas, como câncer, doenças cardiovasculares, declínio do sistema imunológico e disfunções cerebrais"

Quando o assunto é Estética, o estresse oxidativo, o foto envelhecimento, a alimentação inadequada, a poluição atmosférica são, dentre outros fatores predisponentes a presença desses radicais reativos que desencadeiam processos inflamatórios e ou senescência celular.
Por isso, juntamente aos procedimentos convencionais da Estética não invasiva, torna-se necessária uma atenção especial ao combate a essas Espécies Reativas de Oxigênio (ERO) que por sua vez, tais como o que ocorrem com diversas patologias, levam a uma melhora no prognóstico dos tratamentos, fazendo com que os tecidos respondam de maneira rápida e adequada as terapias de combate ao envelhecimento precoce.

Várias são as substancias químicas com poder antioxidante, dentre elas podemos citar: vitamina E e C , betacarotenos, polifenóis etc.
Muitas delas inclusive fazem parte da composição química de vários dermocosméticos.
Além disso, nosso organismo possui uma defesa antioxidante natural chamada SUPERÓXIDO DISMUTASE. A presença dessa proteína melhora o quadro orgânico e ajuda no controle de várias doenças e do envelhecimento que sofrem interferência direta da presença e concentração dos radicais livres.

Exatamente por aumentar a presença de superóxido dismutase que o Laser terapêutico vermelho (100mW/660nm) ao ser aplicado de maneira transcutânea contínua em protocolos de 30/60 minutos na região do punho tem se mostrado eficaz no combate ao ERO.
Dessa forma, com a utilização de equipamentos adequados a técnica mundialmente conhecida como ILIB modificada, tem ganhado espaço constante em clinicas de estéticas preocupadas na realização de terapias de apoio as respostas orgânicas valorizando os resultados dos tratamentos convencionais e empregando uma terapia inovadora também chamada de TERAPIA ANTIAGING COM LASERTERAPIA.

Isso tem proporcionado um novo universo de excelência terapêutica, agregando valor aos procedimentos convencionais de ESTÉTICA NÃO INVASIVA.

Matéria do prof. Ismael Cação
Coordenador da divisão de estética da NUPEN


TOP